BID HISTORY

Business Initiative Directions: Três Décadas Dedicadas à Qualidade

José E. Prieto trabalhou durante toda a sua carreira num ambiente de negócios internacional na área da qualidade, começando pelo apoio e pela orientação a empresas e organizações dos  Estados Unidos que se interessavam pela expansão para a Europa. Foi então, em 1986, quando se criou a Business Initiative Directions (B.I.D.) tanto em Espanha como nos Estados Unidos.

Apartir daqui a BID inicia a sua expansão pela Europa. Este processo começou em Paris, a Cidade da Luz, referência mundial do desenvolvimento europeu e pensamento avant garde. A continuação Genebra, sede europeia das Nações Unidas e casa do ativismo não-governamental. E finalmente a BID chegou a Frankfurt e Londres. A metrópole alemã, laboratório do desenvolvimento tecnológico europeu e a capital Britânica, centro neurálgico das finanças europeias. Pouco tempo após o período de expansão pela Europa, os diretores da BID escolheram Nova Iorque como o ponto de partida para o Novo Mundo de maneira a corresponder com a crescente procura por um ponto de referência estado-unidense de negócios.

Hoje, a BID conta com sete Conferencias Anuais e em 2015 revelou o acordo inovador entre a BID Group One – empresa líder da BID – e a Universidade Politécnica de Madrid, com o objetivo de levar a cabo uma série de seminários sobre o mútuo interesse na Europa e nos Estados Unidos.

O que é a BID e o que é que representa?

A BID é hoje reconhecida como a organização mais eficaz e economicamente eficiente a trabalhar globalmente pela promoção e aplicação prática dos Modelos Total Quality Management.

O objetivo principal da BID é o reconhecimento, a educação e a promoção da cultura da qualidade entre líderes de empresas e organizações proeminentes.

A BID leva a cabo a sua missão todos os anos ao promover, produzir e patrocinar conferências, seminários, publicações e prémios que destacam as ideias e êxitos desses líderes que se identificam com a implementação do modelo Total Quality Management.

Aliás, foi o Presidente Executivo José E. Prieto quem, juntamente com uma equipa de engenheiros, matemáticos, economistas, sociólogos e jornalistas, desenhou o modelo total à qualidade QC100, criando o que é considerado por muitos a ferramenta mais compreensiva e eficaz para a gestão da qualidade que existe atualmente.

A liderança da BID como uma referência global na promoção da Cultura da Qualidade, é reforçada e restabelecida anualmente, através de um conjunto de prémios especiais, desenhados para reconhecer o enorme esforço dos líderes, das empresas e instituições ao estabelecer e executar o modelo Total à Qualidade. Empresas e organizações estas que acabam por se converter em pontas de lança na sua indústria e determinam os parâmetros da excelência.

Como é que os prémios da BID promovem a Cultura da Qualidade Total?

A existência de prémios tais como os Deming no Japão ou os Baldrige nos Estados Unidos ou os EFQM na Europa demonstram o quão importante é a cultura da qualidade no mundo de hoje. É uma cultura que a BID procura promover ao oferecer não só o devido reconhecimento àqueles líderes que lutam por superar-se e melhorar, mas também transmitir internacionalmente as histórias e filosofias de trabalho de sucesso para que possam ser partilhadas.

Este apoio contínuo da BID é conseguido através da consciencialização e do respeito pelos critérios únicos da qualidade como se define pelas exigências e pelo entorno de cada tipo de mercado à volta do qual os negócios de todo o mundo operam. É por este motivo que a BID criou diferentes prémios e categorias adaptadas a mercados em concreto, que são suportados pelo apoio em termos de comunicação aos premiados.

Através da sua associação com a família de empresas da BID e membros já premiados, às empresas participantes é-lhes concedida a oportunidade de se tornar fonte de influência, juízes, conselheiros e líderes mundiais de negócios. São homens e mulheres que, desde as suas posições como profissionais executivos a nível organizacional, demonstraram um compromisso para com o investimento nos processos da qualidade, convertendo-se em gestores de excelência e Embaixadores da Qualidade.

O nosso grupo e os nossos clientes são líderes que aceitaram o desafio feito pela BID e que se juntaram à equipa de empreendedores e líderes de negócios que querem marcar a diferença, que querem abrir novos caminhos e incentivar a que outros os sigam.

Estas pessoas caracterizam-se pela insatisfação em fazer as coisas como sempre foram feitas e limitar-se a fazer o trabalho que é esperado, pelo contrário, são pessoas que querem transcender-se e reciclar-se, a eles mesmos e às suas organizações segundo os princípios do modelo Total Quality Management.